domingo, 20 de agosto de 2017

Semana começa com chuva em Petrópolis


A penúltima semana de agosto vai começar com chuva em Petrópolis. A frente fria que chega hoje ao Estado do Rio de Janeiro vai intensificar a instabilidade que já atingia o local, e deixar o tempo ainda mais fechado. Rajadas de vento de 60 km/h já começaram a ser sentidas nesta tarde de domingo na região serrana. A tendência para esta noite é de tempo fechado, nuvens carregadas e possibilidade de pancadas de chuva generalizadas.

A chuva e o vento podem se estender pela madrugada. A segunda-feira será de tempo fechado e chuvoso, com acumulado de 5 milímetros distribuído ao longo do dia. Na terça o clima ficará semelhante, principalmente no Centro da cidade.

Nos distritos pode chover menos, mas a umidade alta trará precipitação pelo menos na segunda-feira.

O Petronews continua acompanhando o tempo e trazendo as novidades para você!

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Ambulantes voltam para camelódromo

            
Os 40 ambulantes do comércio de rua que estavam ocupando o estacionamento da CPTrans na Rua do Imperador voltaram para a Praça Clementina de Jesus nessa sexta-feira (18.08). O local, que foi liberado pela Defesa Civil, havia sido interditado após o incêndio no supermercado Extra, ocorrido no mês passado. Para receber os ambulantes, o Departamento de Trabalho e Renda da Secretaria de Desenvolvimento Econômico providenciou a limpeza dos bueiros e a troca das tampas das caixas de energia. O próximo passo será a recolocação do portal lateral na Praça.
 “Tivemos uma reunião com os ambulantes e explicamos que o local já poderia ser ocupado pelas barracas. Durante todo o dia a equipe do Detra acompanhou a montagem das barracas na Praça e continuará à disposição para ajudá-los no que for necessário”, explica o diretor do Detra, Gil Magno.
            “É muito bom poder voltar. Estamos nos readaptando a uma nova realidade. Agradecemos ao poder público pelo amparo imediato que recebemos logo após a interdição da Praça”, disse João Firmino, presidente da Associação dos Ambulantes.
            Os vendedores ficaram felizes em poder voltar para o local de origem. “Estamos voltando para a casa. O espaço está sendo reorganizado e com o tempo tudo vai ficar certo. Foi ótimo poder voltar às atividades logo após o incêndio, mas, é ainda melhor voltar à Praça”, disse Ciro Roberto Justen, proprietário de uma barraca há 14 anos.
            “Graças à Deus deu tudo certo e estamos de volta. Gostamos daqui porque é um local onde passam muitas pessoas diariamente e nossos clientes estão habituados a nos ver aqui”, contou Vanessa Garcia, que trabalha há 18 anos na Praça Clementina.
            Marco Aurélio Diniz tem 42 anos e sempre atuou na barraca da família, tradicional na Praça Clementina de Jesus. Segundo ele, muitas pessoas, ao transitarem pelo local, param para ver os produtos e acabam comprando. “O local é bom porque muitas pessoas passam por aqui. Nem sempre elas têm a intenção de comprar, mas, elas ficam curiosas, olham as bancas e acabam consumindo. É um lugar de passagem”.
Os comerciantes que atuam na Praça também ficaram felizes com a volta dos ambulantes. “Com eles, aumenta o número de pessoas passando por essa região e a gente espera que isso também nos auxilie no aumento das vendas”, explicou Paulo Cordeiro, proprietário do Mercado de Carnes Vitrine, há 36 anos.
            Os ambulantes ficaram 24 dias no estacionamento da CPTrans. “O objetivo da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, por meio do Departamento de Trabalho e Renda foi o de criar uma condição de trabalho rápida e mais perto possível do lugar onde os trabalhadores estavam instalados. Levando em consideração a rapidez sem nenhum prejuízo à integridade física das pessoas que trabalham e transitam no local”, explica o secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Fiorini.
            Na Praça Clementina de Jesus, os ambulantes voltam a atuar de segunda a sábado, das 8h às 20h.

Temperatura sobe amanhã mas tempo muda de novo no domingo


Depois de quatro dias de tempo fechado, com chuva fina e temperaturas amenas, o tempo promete mudar um pouco a partir de amanhã (19). A instabilidade perde força e a temperatura entra em elevação a partir do início da tarde de sábado, alcançando os 27oC em Itaipava.
As nuvens continuam dividindo espaço no céu, mas em curtos períodos o sol aparece, mas com os minutos contatos. Isso porque no domingo uma nova frente fria chega à região sudeste, trazendo rajadas de vento forte e possibilidade de pancada de chuva no fim da tarde. O acumulado no domingo fica entre 10 e 20 milímetros. Na segunda e na terça o tempo volta a ficar fechado e com chuva em toda a cidade, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia.

Recém-nascidos sairão do Alcides Carneiro com certidão de nascimento




A partir de setembro, as crianças que nascerem no Hospital Alcides Carneiro sairão da unidade com a certidão de nascimento emitida na hora e gratuitamente. A prefeitura e o Hospital Alcides Carneiro irão reativar a unidade interligada ao Cartório RCPN e Notas do 2º Distrito de Petrópolis. O serviço já funcionou no hospital, de 2005 a 2007, mas foi interrompido pela gestão anterior. Com a retomada da unidade, o HAC assume o pioneirismo na assistência às gestantes no município.
De janeiro a junho 1.841 gestantes deram à luz na unidade. Com uma média de 250 partos por mês, a maior maternidade do município com 48 leitos é referência em atendimentos às gestantes com gravidez de alto risco. A unidade conta ainda com 10 leitos de UTI neonatal. Em setembro, o HAC passará a oferecer mais uma facilidade às famílias com o registro de nascimento.
A implantação do serviço foi viabilizada por cumprir os parâmetros da Lei Nº 7088 de 22 de outubro de 2015. Estamos dando um passo muito importante reativando esse serviço que vai ser de grande utilidade para as nossas gestantes e também àquelas que procuram o HAC para terem seus filhos e que são moradoras de outra cidade. Essas famílias também poderão registrar os filhos com a sua cidade de origem dentro do hospital com total comodidade e facilidade de acesso”, explica o secretário de Saúde, Silmar Fortes.